CENTRAL DE ATENDIMENTO

Reservas on line: (48) 3266 0866

Sobre Florianópolis

Com aproximadamente 407 mil habitantes, Florianópolis é um local único. É difícil escolher a praia mais bonita, a lagoa mais romântica, o lugar mais charmoso. Floripa, como é carinhosamente chamada, encanta de tal forma os visitantes que muitos deles não voltam para casa e acabam escolhendo esse paraíso com mais de 100 diferentes praias para viver. Florianópolis é, além da capital de Santa Catarina, uma cidade moderna com excelente infra-estrutura de lazer, turismo, comércio e serviços, sendo uma das melhores opções para investidores. Florianópolis une em seus inúmeros bairros e praias, como poucos lugares, a modernidade e agito da cidade grande com a tranqüilidade de uma vila de pescadores.
Localizada na Ilha de Santa Catarina, Florianópolis foi colonizada por açorianos, sendo marcante a arquitetura das casas do período colonial ainda preservadas em vários recantos da Ilha. Seu acolhedor povo tem um sotaque bastante peculiar. São conhecidos como "Manezinhos da Ilha" as pessoas que tiveram o privilégio de nascer em Florianópolis. Acompanhar de perto a pesca da tainha nos meses de maio e junho é uma forma bastante interessante de saber mais sobre a cultura local com os pescadores que sempre têm "causos" para contar.
Atualmente, Florianópolis é uma das cidades de Santa Catarina que mais atrai imigrantes e investidores. Isso se deve ao seu elevado índice de desenvolvimento e qualidade de vida. A economia de Florianópolis é movida principalmente pelo comércio e turismo. E não é para menos: somente na última temporada mais de 1,5 milhão de pessoas passaram por Floripa. O desafio é aumentar esse fluxo para as outras épocas do ano, já que além das belas praias, Florianópolis possui diversas opções de lazer, ecoturismo, turismo histórico e cultural, eventos e esportes.

Fonte: Bela Santa Catarina

A Praia dos Ingleses

Mesmo sendo uma das praias preferidas pelos turistas, Ingleses mantém a tradição dos colonizadores açorianos. No verão, é o segundo balneário em concentração de turistas argentinos, perdendo apenas para Canasvieiras. No inverno, a pesca da tainha, as festas religiosas e as apresentações folclóricas são demonstrações da cultura manezinha.
A praia é com certeza o principal ponto turístico do lugar. Com quase cinco quilômetros de extensão, a faixa estreita de areia é banhada pelo mar aberto, de águas azuis e com média ondulação. Na alta temporada a água apresenta temperatura média de 22ºC e garante um banho agradável.Nos dias mais agitados, as ondas não chegam a ser grandes, mas apresentam uma boa formação e os surfistas aproveitam. Nos meses mais frios, cardumes de peixes que sobem o litoral procurando águas mais quentes que as do Rio Grande do Sul para desovar fazem da pesca a principal atividade dos moradores de Ingleses.
As dunas que separam Ingleses de Santinho são outro atrativo natural imperdível. Ali é praticado o sandboard, esporte criado em Florianópolis que consiste em descer as dunas em uma prancha, fazendo manobras ou não. Para praticar, basta ter equlíbrio e alugar uma prancha. Quem quiser fazer um passeio diferente pode atravessar andando os pouco mais de quatro quilômetros de dunas. Só não pode se esquecer de levar garrafa de água para se hidratar.
Em matéria de infra-estrutura, Ingleses oferece várias opções em hospedagem e alimentação. O setor de serviços também é um ponto forte. Na maioria dos estabelecimentos é possível contar com atendentes que falam espanhol.

Curiosidade histórica

Com a migração em massa de açorianos para a cidade entre 1747 e 1756, as dificuldades de acesso aos lugares mais afastados levaram o governo a descentralizar o poder dividindo a Ilha em freguesias, que mais tarde dariam origem às intendências. Ingleses fazia parte da Freguesia de São João Batista do Rio Vermelho, fundada em 1831, e o nome da praia deve-se a um navio inglês que encalhou ali. Existem duas hipóteses para o destino do navio. A primeira diz que ele desencalhou e seguiu seu rumo, deixando alguns tripulantes na Ilha. A outra diz que ele naufragou.

Fonte: Guia Floripa.